«

»

Aparelho Ortodôntico: Posso fazer ressonância magnética com aparelho fixo?

A ressonância magnética é um dos mais importantes exames de diagnóstico por imagem da medicina atual. Ele detecta alterações específicas da parte interna do corpo por meio de mapeamento 2D e 3D da estrutura das articulações e ossos, avalia a morfologia dos órgãos abdominais e integridade do sistema nervoso central. Portanto, é um exame fundamental para o diagnóstico e acompanhamento de problemas de saúde como aneurismas, tumores, alterações na medula óssea e lesões vasculares, ósseas e articulares.

Para criar a imagem do corpo humano, o aparelho de ressonância utiliza um grande imã para criar um campo magnético que sensibiliza as moléculas do corpo de maneira uniforme. Em seguida, um campo oscilatório (semelhante ao de radiofrequência) é emitido em ressonância com as moléculas sensibilizadas, que “devolvem” a energia absorvida para a máquina, permitindo que as imagens em alta resolução sejam geradas.

Por causa desse imã, dispositivos de metal ou com ligas metálicas podem influenciar severamente no resultado e precisão das imagens. Assim, pacientes em tratamento ortodôntico que utilizam aparelho fixo com partes metálicas ou pessoas que possuam implante dentário de titânio não são indicados para a realização de uma ressonância magnética.

A contraindicação não deve apenas às distorções na imagem causadas pela interação entre partes metálicas e imã, mas também porque os dispositivos utilizados pela ortodontia podem se tornar prejudiciais durante o exame. Caso materiais como bráquetes, fios de aço inoxidável, alças metálicas, bandas ortodônticas ou expansores palatinos se soltem, o forte campo magnético pode gerar o que é chamado de “efeito míssil” (objeto ferromagnético que vai em disparada em direção ao imã), o que pode lesionar o paciente.

Caso um paciente com aparelho ortodôntico precise fazer um exame de ressonância magnética, o radiologista deve avaliar os riscos e benefícios existentes. De acordo com a classificação de risco para o procedimento de ressonância magnética, testada e atualizada constantemente, bráquetes e fios ortodônticos não são seguros para o exame e devem ser removidos antes do procedimento.

Em geral, se a região a ser examinada for distante da boca (e do aparelho) e se a ressonância for realmente essencial ou emergencial, uma exceção pode ser aberta.

 


Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>